quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Minha Casa Virou Cinza: novo programa de moradia do Pres. Zezinho

TIA CARMELA E O ZEZINHO:image

O Mais Preparado dos Brasileiros, o futuro pres. Zezinho, tem uma grande preocupação com a moradia dos mais mais pobres e dos remediados.

Por isso, o Presidente de Nascença declarou ontem que pretende levar para todo o Brasil o revolucionário programa habitacional criado por ele e por Gilbertinho, seu pitta de estimação.

Trata-se do Programa Minha Casa Virou Cinza, que tem transformado a cidade de S. Paulo em um ardente canteiro de obras de remoção de entulho, carvão e cinzas.

O Programa Minha Casa Virou Cinza tem estado muito ativo em S. Paulo. Desde o início do ano, 60 favelas já foram contempladas. Sempre preocupado com a sustentabilidade, o programa beneficia até populações indígenas.

Geralmente às sextas-feiras ou sábados, uma favela localizada em áreas nobres da cidade é escolhida e seus moradores deixam de ter que morar naquele lugar precário, podendo ir morar em outra favela mais longe, a salvo de incêndios.

image

Ambientalmente correto
O genial programa habitacional também é aprovado pelos entusiastas apoiadores do pres. Zezinho no PV (Partido das Verdinhas), que há décadas dão sustentação aos governos da UDN na Locomotiva da Nação.

Segundo o ex-maconheiro Gabeira, o Programa Minha Casa Virou Cinza é também um sucesso ambiental. O líder do PV na Caverna do Ostracismo, fundos declarou que o pres. Zezinho deu-lhes muitos motivos para que apoiassem o programa, mas eles já gastaram tudo e precisam de mais.

image

Para os altruístas das verdes, o Minha Casa Virou Cinza tem alta sustentabilidade, pois sustenta uma melhor utilização de terrenos valiosos, antes usados para abrigar migrantes fedorentos que nem deviam estar em S. Paulo.

Depois de atendidos pelo programa, os terrenos são destinados a fins mais nobres, como a construção de edifícios de moradia para a gente bonita da metrópole paulistana, ou de avenidas para que possam desfrutar de congestionamentos modernos que só a competência gerencial da UDN é capaz de propiciar, como a Av. Marginal Serra.

Comentário da tia Carmela

image

O Zezinho sempre gostou de incêndio. Uma vez, teve um incêndio num cortiço na Mooca, na rua Borges de Figueiredo. Era uma gente muito pobre que morava lá, o cortiço tinha uns puxadinhos de madeira, fio desencapado, um horror. Quando pegou fogo, destruiu tudo. Graças a Deus que não morreu ninguém, tinha um monte de criança lá. Quando soube do incêndio, o Zezinho saiu correndo pela rua gritando “o cortiço tá pegando fogo!” e foi para lá com o Reinaldinho Cabeção, para apreciar a tragédia. No dia seguinte, a professora mandou fazer uma redação com o tema “o que você faria se fosse prefeito”. A redação dele foi “se eu fosse prefeito, punha fogo num cortiço por dia porque é muito legal ver o incêndio”.

Minha Casa Virou Cinza: novo programa de moradia do Pres. Zezinho « TIA CARMELA E O ZEZINHO

Um comentário:

  1. Beleza!!!Mas.se.a.Dilma.Fuder.Com.MeuPAís.
    Vou.pisar.na.cabeça.dela!!!

    ResponderExcluir

Caro Visitante,
Publicaremos todos os comentários e opiniões que não sejam considerados ofensas, calúnias ou difamações que possam se reverter em processo contra os autores do blog.
Após publicados, os comentários anônimos não serão mais removidos.
Comentários identificados pela conta ou e-mail poderão ser removidos pelo autor ou a pedido.
Gratos,
Os editores.

Brasil - Política, Economia, Sociedade - Últimas postagens